HÁ 50 ANOS – Acontecimentos de Mar 63

01/03/63 – Os deputados Sérgio Magalhães e Leonel Brizola reúnem-se no Rio para criar um núcleo parlamentar visando “ação política tendente a radicalizar o processo político brasileiro, notadamente nas relações com os Estados Unidos”.

02/03/63 – Aumento das passagens de trens na Guanabara leva tropas do Exército a ocupar as plataformas principais, a fim de evitar depredação.

                  O governador Magalhães Pinto diz-se candidato à presidência da República em 1965, numa entrevista no Palácio Mangabeiras, em Belo Horizonte.

05/03/63 – Derrotado nas eleições para o governo de São Paulo, Jânio Quadros revela que se dedicará à advocacia, mas que tentará influir na campanha eleitoral de 1965.

06/03/63 – Carlos Lacerda afirma em aula magma na Faculdade de Ciências Econômicas do Rio de Janeiro que “está faltando ao Brasil não somente um bom governo, como até mesmo uma boa oposição”.

03 - Mar 01

07/03/63 – O Fundo Monetário Internacional opõe-se ao Plano Trienal.

09/03/63 – Em pronunciamento pela televisão, o ministro San Tiago Dantas diz que o Brasil não vai “esmolar nos Estados Unidos, mas pedir revisão de suas contas em nome do governo brasileiro”. O ministro segue para aquele País.

                  Notícias dão como certa a criação de um plano entre San Tiago Dantas e Almiro Afonso para afastar Leonel Brizola da liderança das forças de esquerda no País.

10/03/63 – O ex-presidente Juscelino Kubitschek dá seu apoio à missão San Tiago Dantas.

12/03/63 – Sérgio Magalhães pede renúncia do governador Carlos Lacerda ao governo da Guanabara, ou intervenção do governo federal no mesmo Estado, por causa da onda de crimes e assaltos que varre aquela área.

                  Durante visita à Assembleia Legislativa o comandante do IV Exército, Gen Humberto de Alencar Castelo Branco, definiu a posição das Forças Armadas brasileiras como guardiãs da democracia e adversárias dos extremismos de qualquer natureza.

04 - Mar 02

16/03/63 – Mensagem do embaixador brasileiro em Washington, Roberto Campos, informando ao presidente João Goulart que a missão San Tiago Dantas é prejudicada “por relatório do embaixador Lincoln Gordon dizendo que governo brasileiro é dominado por comunistas”, Gordon nega, mas o Itamaraty protesta oficialmente.

05 - Mar - 03

19/03/63 – O presidente Goulart reitera a San Tiago Dantas que manterá política econômica, ainda que tenha de desistir da ajuda do FMI.

                  O impasse é vencido e o Brasil levanta US$ 500 milhões do FMI.

22/03/63 – Astronautas russos visitam Brasília.

26/03/63 – O presidente Goulart volta a propor a reforma constitucional, “para o executivo fazer a reforma agrária”.

                  O governador Carlos Lacerda proíbe que se realize no Rio o “Congresso de Solidariedade a Cuba”, que afinal se instala em Niterói.

06 - Mar 04

                  Mensagem da reforma bancária é enviada à Câmara pelo presidente da República.

27/03/63 – Em conferência na Escola Superior de Guerra, o ministro Hermes Lima nega infiltração comunista no governo;

30/03/63 – Greve da Leopoldina, no Rio, leva governo carioca a usar as polícias civil e militar para ocupar os próprios federais, mais tarde desinterditados pelo Exército.

                  “Comando Geral dos Trabalhadores” protesta contra a não realização do congresso pró-Cuba no Rio, e propõe vigília de protesto.

                  Motoristas de coletivos e motorneiros solidarizam-se com a greve da Leopoldina e apoiam a intervenção do Exército.


Sede Central
Av. Rio Branco 251 - Centro
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 3125-8383
Sede Lagoa
Rua Jardim Botânico 391 - Jrd. Botânico
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2197-8888
Sede Cabo Frio
Av. dos Astros 291 - Praia do Foguete
Cabo Frio/RJ - Tel.: (22) 2643-3537

Slider by webdesign