HÁ 50 ANOS – Acontecimentos de Out de 63

01/10/63 – Nota ofial dos Ministros Militares em consequencia da entrevista do Governador da Guanabara ao “Los Angeles Times” é considerada “questão de cunho pessoal” por Carlos Lacerda.

                     Congresso Nacional respone violentamente às críticas dos Ministros Militares feitas ao Governador Lacerda, por causa de sua entrevista ao “Los Angeles Times”.

02/10/63 – Forças Armadas entram em prontidão após reunião entre os Ministros Militares e da Justiça, ainda em função mda crise gerada pela entrevista de Lacerda a jornal Norte-americano.

                     João Goulart diz em pronunciamento de cadeias de TV que “governo garantirá a ordem pública”.

                     Greve dos funcionários públicos em São Paulo por aumento salarial.

03/10/63 – Tancredo confirma medidas enérgicas do Governo para enfrentar a crise, mas nega saída extraconstitucional.

                     Presidente da República pede ao Congresso Nacional votação do “Estado de Sítio” e intervenção no Rio e em São Paulo.

 29 - Out 01

                       Acordo entre banqueiros e bancários garante o aumento da classe em 70%.

                     Ministro da Educação, Paulo de Tarso, é vaiado por estudantes da Universidade Mackenzie, em São Paulo.

                     Carvalho Pinto sugere ao FMI que “aplique suas reservas em ouro nos países subdesenvolvidos”.

06/10/63 – Susbstitutivo de Vieira de Melo ao pedido de “Sítio” do presidente mantém garantias constitucionais.

                     Carlos Lacerda analisa para o Congresso os motivos de pedido de “Sítio” do Presidente Goulart.

                     Prontidão geral das Forças Armadas enquanto o Congresso Nacional vota o pedido de “Sítio”.

                     Sargentos que participaram da rebelião de Brasília se exilam na Embaixada da Bolívia e aguardam salvo-conduto pára saírem do País.

07/10/63 – O Congresso Nacional vota por unanimidade a retirada do pedido de “Estado de Sítio”.

                     CPI da Câmara Federal apura complô contra o Governador Carlos Lacerda.

                     Emenda do PTB para a reforma agrária, com reforma constitucional, é rejeitada pela Câmara.

                     Denúncia do deputado Nina Ribeiro diz que tentativa de sequestro e eliminação do Governador Carlos Lacerda seria executada por paraquedistas. Comandante da Divisão Aeroterrestre nega o fato e reitera que tropa saiu para adestramento, e, por coincidência, estava em local próximo do Governador que inaugurava obras. Gabinete do Ministério da Guerra diz que “ignora a operação”.

 30 - Out 02

                     Moção de desconfiança da bancada do PTB em face da atuação de sua liderança no episódio do sítio.

08/10/63 – Em carta à comissão nomeda pela Universidade do Brasil para apurar incidentes na FNFi, Sobral Pinto acusa o Governo Federal e os alunos comunistas pelo fato.

                     O deputado Bocaiuva Cunha recebe voto pessoal de desconfiança da bancada do PTB por seu comportamento no caso do pedido de Estado de Sítio.

                     Choque entre operários e policiais da Usiminas, em Ipatinga, deixa saldo de 7 mortos e 90 feridos, após manifestação por um aumento salarial de 38%.

10/10/63 – Bocaiuva Cunha é destituido da liderança do PTB, na Câmara Federal.

11/10/63 – Pacto de ação conjunta é novo aliado da CGT e tem planos de agitação descobertos e divulgados pelo II Exército.

                     Presidente da Petrobrás, general Albino Silva, anuncia a descoberta de petróleo em Sergipa.

                     Sítio de industrial em Jacarepaguá é descoberto como depósito de armas pelo comando do I Exército.

 31 - Out 03

13/10/63 – Navio “Ana Nery” chega à Ilha do Viana seriamente avariado após choque com o petroleiro “Presidente Deodoro”.

14/10/63 – Exonera-se do cargo de Ministro da Educação, o deputado Paulo de Tarso e sua queda é tributada à pressões da “Ação Popular”, de tendência maoísta.

15/10/63 – Em entrevista coletiva, o Secretário de Segurança da Guanabara, coronel Gustavo Borges, diz que armamento descoberto em Jacarepaguá foi denunciado em ofício secreto ao I Exército e tinham por fim prevenir tentativas das Ligas Camponesas de ocupação de terras no Rio.

                     Professores de São Paulo entram em greve por mais 60% de salário.

                     Raul Pilla diz que reforma agrária preconizada pelo Governo “não é sincera e só atua como instrumento de subversão”.

                     João Goulart reúe governadores, no Rio, para estudar crise política do País e encaminhar soluções para superá-la.

16/10/63 – João Goulart repela críticas quanto à sua indecisão e afirma que “quem deve se definir são os que não apoiam as reformas”.

                     Adauto Lúcio Cardoso diz que “governo apoia a agitação”, em entrevista.

17/10/63 – Na CPI sobre atividades da UNE, o professor Luiz Fernando Ferreira faz acusações contra “terrorismo cultural e a coação” exercidas durante o congresso da entidade em Santo André.

18/10/63 – Relatório do IPM do I Exército diz que houve “movimentação irregular da tropa” no caso da tentaiva de sequestro e eliminação do governador Carlos Lacerda pelos paraquedistas.

                     Banco do Brasil emite letras para absorver emissões.

                     O governador Magalhães Pinto diz-se decepcionado com o Governo Federal e ameaça não mais pedir auxílio financeiro para Minas Gerais.

19/10/63 – Vigoram no Rio cortes diários de energia de 6 horas e de 7 aos domingos.

23/10/63 – Deputado pessedista Jefferson Aguiar denuncia controle do Departamento de Correios e Telégrafos (DCT) pelos comunistas.

25/10/63 – Inaugurada na programação diária e em cadeia das Rádios Globo, Jornal do Brasil e Tupi a “Rede da Democracia”.

                     Inquérito da Marinha sobre rebelião em Brasília acusa dois deputados – Max da Costa Santos e Neiva Moraes – e seis sargentos como responsáveis pelo movimento.

28/10/63 – Morre o marechal Zenóbio da Costa.

                     Em encontro com o Ministro da Justiça, o Governador de São Paulo, Ademar de Barros, pede que o Governo Federal preserve o sistema federativo e regime.

                     Contra apelo do presidente Goulart e do governador Ademar de Barros, industriários paulistas vão à greve em movimento parcial.

30/10/63 – Presidente da Petrobrás, general Albino Silva, diz que “[é preciso reformular o sistema da empresa”, em depoimento da CPI do Petróleo, na Câmara Federal.

31/10/63 – TRT de São Paulo decide contra a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Indústria (CNTI) no caso da greve dos industriários paulistas.

                     João Goulart reafirma garantia ao capita estrangeiro que ajudar o desenvolvimento do País.

                     Na Câmara Federal, Perachi Barcelos denuncia nova trama para a aplicação do Estado de Sítio.


Sede Central
Av. Rio Branco 251 - Centro
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 3125-8383
Sede Lagoa
Rua Jardim Botânico 391 - Jrd. Botânico
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2197-8888
Sede Cabo Frio
Av. dos Astros 291 - Praia do Foguete
Cabo Frio/RJ - Tel.: (22) 2643-3537

Slider by webdesign