Rio Branco

Em 15 de outubro de 1911 o Clube Militar promoveu significativa homenagem ao Barão do Rio Branco, José Maria da Silva Paranhos Júnior, ilustre brasileiro a quem a Pátria devia a solução pacífica de quase todas as questões de limites com países vizinhos, em longa vida de dedicação ao serviço diplomático, tanto no Império quanto na República.

 

Rio Branco agradece a homenagem – 15 Out 1911

 

Estavam presentes à sessão o Presidente da República, Marechal Hermes da Fonseca, que presidiu a cerimônia, além de seus ministros da Guerra e da Marinha. A homenagem incluiu a inauguração de retrato do Barão, de corpo inteiro, óleo do artista italiano Carlos de Cervi; no pé do retrato, a legenda: “À magna figura de Rio Branco, o Exército Nacional”.Rio Branco

 Rio Branco, por Carlos de Cervi.

 

O insigne conterrâneo foi saudado, em vibrante discurso, pelo Barão de Brito Machado.

Em seu agradecimento, o ex-Chanceler teceu importantes considerações sobre as relações entre a diplomacia e as Forças Armadas, que conhecia perfeitamente. Ao mesmo tempo, rebateu as acusações que alguns lhe faziam de ser militarista.

Foi esta uma das últimas homenagens que Rio Branco recebeu em vida, pois faleceria menos de três meses depois, em 10 de fevereiro de 1912.

Sua morte foi profundamente sentida na capital da República, resultando no adiamento dos festejos do carnaval de 1912, em virtude do luto oficial decretado.

 

 


Sede Central
Av. Rio Branco 251 - Centro
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 3125-8383
Sede Lagoa
Rua Jardim Botânico 391 - Jrd. Botânico
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2197-8888
Sede Cabo Frio
Av. dos Astros 291 - Praia do Foguete
Cabo Frio/RJ - Tel.: (22) 2643-3537

Slider by webdesign