Rui Barbosa

Ruy Barbosa de Oliveira (Salvador, 5 de novembro de 1849 – Petrópolis, 1 de março de 1923) foi ilustre jurista, político, diplomata, ecritor, filólogo, tradutor e orador brasileiro. 

Um dos intelectuais mais brilhantes do seu tempo, foi um dos organizadores da República e coautor da constituição da Primeira República, juntamente com Prudente de Morais. Ruy Barbosa atuou na defesa do federalismo, do abolicioismo e na promoção dos direitos e garantias individuais. Destacou-se, também, como jornalista e advogado.

Foi deputado, senador, ministro. Em duas ocasiões, foi candidato à Presidência da República. Empreendeu a Campanha Civilista contra a candidatura de Hermes da Fonseca. Notável orador e estudioso da língua portuguesa, foi membro fundador da Academia brasileira de Letra, sendo seu presidente entre 1908 e 1919.

 

Ruy Barbosa de Oliveira

 

Como delegado do Brasil na II Conferência da Paz, em Haia (1907), notabilizou-se pela defesa do princípio da igualdade dos Estados. Sua atuação nessa conferência lhe rendeu o apelido de “O Águia de Haia”. Teve papel decisivo na entrada do Brasil na Primeira Guerra Mundial. Já no final de sua vida, foi indicado para ser juiz da Corte Internacional de Haia, um cargo de enorme prestígio, que recusou.

Em diversas ocasiões deixou clara sua estima pelos militares. Quando estudante de Direito em São Paulo, soudou de improviso, da sacada da Feculdade, tropas brasileiras que regressavam da Guerra da Tríplice Aliança. Sua oração foi tão brilhante e entusiasmada que provocou lágrimas e prolongada ovação por parte de todos os que a ouviram.

Participou pessoalmente das reuniões para a fundação do Clube Militar, tendo visitado Deodoro às vésperas da assembleia fundadora do Clube.

Lutou denodadamente pela Abolição e pela República, tendo, novamente, visitado Deodoro na semana da Proclamação. Integrou o primeiro governo da nova República, como Ministro da Fazenda.

Derrotado por Hermes da Fonseca na campanha eleitoral para Presidente da República de 1910, manteve as boas relações com o meio militar. Em 1921 Hermes da Fonseca foi eleito Presidente do Clube Militar. Rui Barbosa compareceu à posse, pronunciando notável discurso de saudação a seu antigo rival político e dirigindo elogios a Deodoro, primeiro Presidente do Clube e seu amigo pessoal. Desse pronunciamento consta o seguinte:

“Aqui, debaixo da influência desta casa e sob a direção de seu instituidor, nasceu a redenção dos cativos e, depois, a republicanização brasileira.”


Sede Central
Av. Rio Branco 251 - Centro
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 3125-8383
Sede Lagoa
Rua Jardim Botânico 391 - Jrd. Botânico
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2197-8888
Sede Cabo Frio
Av. dos Astros 291 - Praia do Foguete
Cabo Frio/RJ - Tel.: (22) 2643-3537

Slider by webdesign