SERAPREP

SEMINÁRIO DE REVISÃO, ATUALIZAÇÃO E PREPARAÇÃO

PARA O CONCURSO À ECEME

 - SERAPREP 2018 -

 

 

O SERAPREP/CLUBE MILITAR

O SERAPREP/CLUBE MILITAR é uma atividade de apoio à preparação dos candidatos ao concurso à ECEME oferecida pelo Clube e em cooperação com o CP- CAEM /ECEME. Essa cooperação é virtual e presencial e se destina a associados e não associados de todo o Brasil.

Ela se estenderá de 15 de dezembro de 2017 até a realização do concurso em maio de 2018. Tem por objetivo acompanhar o PEP 2018 oferecido pela ECEME, complementando-o e oferecendo aos candidatos apoio e textos suplementares para revisão e atualização do “tem que saber” para a a realização do concurso.

As guarnições mais próximas do Rio de Janeiro normalmente facilitam os encontros presenciais quando acertados com os candidatos ou grupos de estudo interessados. Não há custo para os participantes. Necessidades para cobrir despesas eventuais serão informadas e rateadas, quando necessário.

Material didático oferecido pela ECEME

A ECEME ofereceu, ao longo de 2017, textos com os conteúdos básicos referentes ao PLADIS em vigor. Ofereceu também textos complementares através dos diversos módulos das EB aulas. Não os desprezem ou menosprezem. São importantes para consulta e para a preparação.

Material didático oferecido pelo CPREPECEME

Também o CPRPEPECEME/CLUBE MILItar disponibilizou na página do Clube e nos grupos correspondentes no facebook e no yahoo. Trabalharemos com o material da ECEME e o complementaremos com textos auxiliares e exercícios de aplicação, além de um permanente diálogo virtual com vocês. É importante atuarmos em uma única frente.

Começando a conversar

O CONCURSO

Concurso não é curso. O concurso é estágio final de um processo de seleção. Apesar da tradicional expressão de “aprovado no concurso”, o candidato se classifica no concurso. Ou não se classifica.

Um concurso não reprova. É semelhante à competição esportiva. Muitos bons aletas e campeões não se classificam numa eliminatória, por exemplo. O que não tira deles a competência no que fazem. A mesma coisa acontece com quem se submete a um processo de seleção, a um concurso. Pode acontecer de não se classificar. O que não o desqualifica.

Compreender isso é importante para o candidato e para seus amigos e familiares. “Papai foi ao pau” ou “Papai não passou” não é um “fracasso do papai”. Apenas, naquele momento de seleção,” papai não se classificou”.

E haverá uma nova tentativa, se assim desejar o candidato.

Lembro que para outros cursos há outros processos de seleção que não incluem um concurso.

Para o CAEM, há um concurso cujos objetos de avaliação são o conhecimento do espaço e do tempo – Geografia e História – e alguns de seus desdobramentos – Geopolítica e Estratégia -, a aplicação de uma metodologia proposta pelo Exército  – o Método – e a capacidade de se expressar por escrito, dentro de um tempo limitado.

Por que isso é conveniente?

O OFICIAL DE ESTADO MAIOR

As funções de estado maior são difíceis de exercer. Quase todos vocês já as exerceram no nível de execução e talvez não tenham percebido as dificuldades. Na medida em que vamos subindo de escalão, mais treinamento será necessário. Por quê?

Você não é o comandante e não é mais o executante. Você se encarregará de um determinado setor e não mais do todo, como acontece com os comandos do pequeno escalão. Você terá que manter o foco naquilo que lhe cabe, oferecendo ao comandante as LA que melhor podem ser atendidas pelo setor de sua responsabilidade. E terá que fazê-lo de forma objetiva e clara, correta e completa.

Tomada a decisão pelo Comandante, você irá detalhá-la naquilo que lhe compete, de forma que as ordens aos elementos subordinados sejam objetivas e claras, corretas e completas. Depois disso, você vai ajudar os comandantes subordinados na execução.

Não é fácil manter essa impessoalidade. Ela começa exatamente pelo seu treinamento em interpretar corretamente a missão, analisar de forma objetiva e completa as condicionantes para o seu cumprimento, propondo LA consequentes e contribuindo para ordens também claras e completas.

Isso tudo exige disciplina na aplicação do método de estudo de situação, ou seja, capacidade de análise e capacidade de síntese.

Mas não só isso: exige objetividade, clareza e correção na sua expressão oral e, particularmente, na expressão escrita, uma vez que, quanto mais alto o escalão, mais se aplicam os estudos e ordens escritas.

Um Oficial de Estado Maior deve desenvolver sua capacidade de análisee seu poder de síntese. Em suas propostas deverá indicar, o quê fazer, como fazer, quando, onde e quem deverá fazer, para quê fazer e por quê fazer.

 

Resgatar essa capacidade desenvolvida por todos, desde a formação, é o objetivo central o CP-CAEM/ECEME.

 

 

PLADIS

A Escola apresenta um Plano de Disciplinas com os assuntos que julga mais importantes,  com os respectivos objetivos. O PLADIS estabelece o que estudar e porque estudar.

FOG

As FOG indicam aquilo que servirá para a medida da aprendizagem. Facilitam e tornam mais objetiva a preparação.

MÉTODO

Qual o método proposto pela ECEME para desenvolvermos nossos estudos?

A Escola oferece uma publicação detalhada sobre o método por ela preconizado. Embora possa parecer que já “sabemos” o que ali está ou que os diversos orientadores, inclusive o CPREPECEME, oferecem textos parecidos ou equivalentes, é importante que leiam o que a Escola oferece.

Mas não se impressionem ou façam do método um “bicho de sete cabeças”. Se prestarem atenção, é o que fazemos mentalmente a toda hora, todos os dias. E o mais importante: é exatamente o método de Estudo de Situação que sempre utilizamos. Agora, por conta de escalões mais elevados, precisaremos mais cuidado com aspectos e detalhes mais importantes.

O que é a questão proposta senão uma “missão”? Deverá ser interpretada, para que se defina o que fazer (responder ao pedido) e como fazer. Assim como temos os fatores clássicos de análise em um Estudo de Situação – missão, terreno, inimigo, nossos meios, logística, coordenação e controle, intenção do comandante, por exemplo – diante de cada questão estaremos selecionando os fatores de análise e comparação, etc.

Praticar, aplicar o método, portanto, pode ser feito de várias formas, mas todas elas atendendo à questão proposta.

Iremos treinar isso exaustivamente, pois só a prática dará desenvoltura para realizá-lo de forma tão instintiva como o fazemos agora no dia a dia ou no escalão de execução.

Não façam do método um “monstro” a ser domado. Ele é simples e objetivo e vocês já o conhecem. Leiam com atenção a publicação da Escola e isso será suficiente para que cada um encontre a sua maneira de praticar o método sem complicação.

Na próxima mensagem trataremos da lógica com que se deve abordar os diversos assuntos estudados.

XXXXX

VOCÊ QUE LEU ESSA MENSAGEM, POR FAVOR, INFORME A OUTROS COMPANHEIROS QUE IRÃO FAZER O CONCURSO, PARTICIPE E OS CONVIDE A PARTICIPAREM DO SERAPREP-ECEME DO CLUBE MILITAR. ACREDITE! ESSA PARTICIPAÇÃO LHE SERÁ ÚTIL.

___________________________________________________________________________________________________

Um Simulador de Voo para o Cérebro: Por que os Militares Precisam Escrever
Major Trent J. Lythgoe, Exército dos EUA

MILITARY REVIEW - Janeiro-Fevereiro 2012

Clique para download: Por que os militares precisam escrever.pdf

SERAPREP 2018

- Mensagem nº 4: Mensagem Importante

- Mensagem nº 5: FOG PREP 2018 – AT1 

SERAPREP 2018

PEP2018 – AT1: História “Uma Solução Esquemática”

PEP2018 – AT1: História “FAC”

PEP2018 – AT1: Geografia “Uma Solução Esquemática”

PEP2018 – AT1: Geografia “FAC”

SERAPREP 2018 | 17 de abril de 2018

Msg SERAPREP 2018 INTENSIVO

Analise da FOG CA2018

Proposta de simulados 2018

Interpretacao de questoes – sugestao

CA – Questoes de treinamento Geo e Hist 2018

Uma solucao 1 Questao Geo 1 Somativa 2012

Uma solucao Geografia 2 somativa 2012

Msg 2 SERAPREP 2018 INTENSIVO

2_AT_Geo_FAC_18

4_AT_Hist_FAC_18

GUERRA CIVIL NA SÍRIA Serra


Sede Central
Av. Rio Branco 251 - Centro
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 3125-8383
Sede Lagoa
Rua Jardim Botânico 391 - Jrd. Botânico
Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2197-8888
Sede Cabo Frio
Av. dos Astros 291 - Praia do Foguete
Cabo Frio/RJ - Tel.: (22) 2643-3537

Slider by webdesign