ARTIGO / NOTÍCIA

selecionado.

91% dos votos são favoráveis ao voto impresso, segundo Câmara

91% dos votos são favoráveis ao voto impresso, segundo Câmara

Afonso Marangoni

Rio de Janeiro, 21 de julho de 2021

                                                                       

Por, Afonso Marangoni

Revista Oeste

Até a manhã desta segunda-feira, 28, em uma enquete aberta no site da Câmara dos Deputados, 91% dos votantes se colocaram a favor do texto que prevê voto impresso auditável. A consulta está sendo realizada desde 2019, quando a Proposta de Emenda à Constituição foi apresentada pela deputada Bia Kicis (PSL-DF).

Hoje, o relatório do deputado Filipe Barros (PSL-PR) deve ser lido e analisado na comissão especial que discute o tema. A expectativa é que a proposta seja votada no plenário da Casa antes do recesso parlamentar, marcado para 18 de julho.

A PEC 135/19 exige a impressão de cédulas em papel na votação e na apuração de eleições, plebiscitos e referendos no Brasil. Pelo texto, essas cédulas poderão ser conferidas pelo eleitor e deverão ser depositadas em urnas indevassáveis de forma automática e sem contato manual, para fins de auditoria.

Compartilhe esta página nas suas redes sociais:

Outros artigos/notícias

Rodrigo Pacheco o estadista pífio.
Rodrigo Pacheco o estadista pífio.
Nelson Ivan Pientzenauer Pacheco

“Rodrigo Pacheco, queria ver Bolsonaro derrotado, antes de conhecê-lo melhor, incorrendo no mesmo engano de Rosa Weber, Ministra do STF, que entregou um Exemplar da Constituição da República ao Presidente no dia da Posse. E ambos, Rodrigo e Rosa, já rasgaram a Constituição pelo menos uma vez na atual conjuntura.”

Cutucaram a onça com vara curta
Cutucaram a onça com vara curta
Correio da Manhã

“Um dos maiores erros do grupelho de senadores abutres que abduziu a CPI do Senado foi usar o relatório para mandar recado às Forças Armadas.”

Promotores do Caos
Promotores do Caos
Major-Brigadeiro Jaime Rodrigues Sanchez

Desde o início do governo Bolsonaro, a Suprema Corte adota medidas de toda natureza para interferir nas ações do Executivo.