ARTIGO / NOTÍCIA

selecionado.

Nota de Repúdio do Grande Oriente do Brasil

Nota de Repúdio do Grande Oriente do Brasil

Mucio Bonifácio Guimarães

Rio de Janeiro, 21 de julho de 2021

 

Por, Mucio Bonifácio Guimarães
Grão-Mestre Geral
Grande Oriente do Brasil

O Grande Oriente do Brasil, Instituição Maçônica Primaz no Brasil, nestes seus praticamente 200 anos de história, por meio da defesa dos ideais de liberdade, justiça, dignidade humana, moralidade e ética com a causa pública e para com vida dos menos favorecidos, é e sempre foi atuante nas causas mais importantes do nosso País, tais como a Abolição da Escravatura, a Proclamação da República, a Liberdade Religiosa, Política e de Expressão, dentre outras tantas lutas em favor da Sociedade.

Em meio à maior crise sanitária e econômica da história, devido ao Covid-19, recebemos através da imprensa, a notícia de que no dia 15 de julho de 2021, o Congresso Nacional elevou de R$ 1,8 bilhões para R$ 5,7 bilhões, o valor previsto para o Fundo Especial de Financiamento de Campanha em 2022 — o chamado "Fundo Eleitoral", destinado unicamente ao financiamento de campanhas políticas.

É importante apontar que se avaliarmos o valor agregado neste infame aumento e considerando o valor do auxílio emergencial de R$ 300,00, se está retirando o auxílio a 19 milhões de brasileiros em situação de risco, renunciando a possibilidade de construir hospitais, escolas e de investir em pessoas nesta crise humanitária e sanitária que estamos vivendo e ainda salvar milhares de empresas e, por consequência, milhões de empregos.

Considerando que a Maçonaria e os Maçons constituem reserva moral deste país e que nosso Congresso Nacional, de forma sorrateira e irresponsável, buscou se aproveitar do momento de instabilidade política e de crise sanitária para aprovar esse aumento imoral em desrespeito à Sociedade, demostrando que nossa classe política ainda tem muito a evoluir no sentido humanitário, serve a presente para registrar o REPÚDIO e a NÃO ACEITAÇÃO do Grande Oriente do Brasil em face desse evidente e acintoso abuso contra nossa população.

Diante disso, solicitamos ao Presidente da República, que faça valer sua prerrogativa constitucional e VETE o aumento por contrariedade ao interesse público.

Convocamos todos os nossos Irmãos, Cunhadas e Amigos Congressistas e Políticos em todo o país, para além de repudiarem tamanho despropósito e desrespeito ao povo brasileiro, que movimentem suas bases políticas e partidos para que, uma vez vetado, seja efetivamente MANTIDO O VETO, evitando a sua derrubada por Congressistas insensíveis aos problemas enfrentados no Brasil.

 

 

NOTA DO CLUBE MILITAR

O Clube Militar, postando acima a Nota de Repúdio do Grande Oriente do Brasil, presta seu apoio a essa tradicional e honrada Instituição nesse momento crítico de nossa História pátria.
São posicionamentos como esse que hão de levar o nosso País ao seu verdadeiro lugar no cenário mundial.

Compartilhe esta página nas suas redes sociais:

Outros artigos/notícias

Comunicado
Comunicado
Gen Div Eduardo José Barbosa

Em cumprimento ao referido Decreto, para ter acesso ao Clube, será necessária a apresentação do comprovante de vacinação de todos os sócios, dependentes e convidados com idade acima de 16 anos.

 

Pensamento do Clube Militar
Pensamento do Clube Militar
Gen Div Veterano Clovis Purper Bandeira

Acossado por todos os lados, batido por fogos longínquos de Artilharia, incomodado por escaramuças e emboscadas ridículas, mas transformadas em crimes tenebrosos pelos menestréis e arautos que procuram disseminar a versão distorcida da realidade como se fosse a verdade, da qual consideram-se donos, o Guerreiro sentiu que estava perdendo a iniciativa e precisava agir. Mas tinha que ser uma ação que fosse impossível de negar, distorcer ou fraudar.

Resposta à coluna de um jornal moribundo
Resposta à coluna de um jornal moribundo
MAJOR-BRIGADEIRO JAIME RODRIGUES SANCHEZ

A imprensa tradicional parece estar chegando ao fundo do poço, e este não acaba no Japão, como imaginamos, mas na famigerada China “capimunista”.
Frequentemente, assistimos as viúvas da teta-mãe tentarem denegrir as Forças Armadas, na contramão das demonstrações de apreço e respeito a elas dispensados pela sociedade.